So it is…

Me desculpa pelo meu medo.
Me desconsidera, me muta, esquece desse meu lado.
As vezes é até um charme, sabe? E eu sustento charmes, mas necessariamente me desfaço de qualquer coisa que me afaste de nós dois. Eu prefiro abrir mão de qualquer coisa que faça o seu olhar ficar um pouquinho mais distante, sua voz inaudível ou seu toque frio.
Me abraça, me beija, me eterniza aí dentro.
Porque todos os dias você tem sido meu primeiro pensamento e último também. Ao abrir os olhos, lá estou eu, agradecendo a Deus porque, de alguma forma, sem mérito algum, você foi entregue à mim e nossas mãos se encaixaram tão facilmente. Sem forçar, sem desespero. E no mesmo ritmo, ao finalmente descansar e deitar a cabeça no travesseiro quando o dia chega ao fim, peço baixinho para Ele cuidar de você, e de nós. Talvez seja justo admitir que sejam exatamente nessas conversas com o divino que eu vejo como eu amo tanto você, mas tanto, que eu preciso te pedir: se cuida. Lembra de mim, da gente, e se cuida. Acho que não existo mais sem nós.
Não é como se eu tivesse me transformado em você, mas algo aí virou uma partezinha de mim, vibrante e maravilhosa, que me consome e me mantém ainda mais viva.
Me dá um sorriso, um voto, uma promessa.
Sem nem mesmo cogitar reavaliar qualquer coisa, eu só digo uma coisa: me deixa te fazer sorrir. Sempre que você quiser, e quando não quiser também, mas nunca quando não puder. Nesses momentos, deixando qualquer infantilidade de lado, que eu só consiga aguentar o barulho ensurdecedor do silêncio e esperar, pacientemente, pelo arco-íris.
Preciso que me deixe precisar de você também. Que nos tornemos, sim, aquele casal estável, mas nunca aquela dupla chata que só sabe cultivar as mesmas coisas. O famoso clichê. Não, eu quero descobrir o universo constantemente em mudança aí dentro, e sentar na primeira fileira para observar cada detalhe, cada fiel peculiaridade. Quero poder precisar de você para que, quando eu estiver caindo no buraco negro das dúvidas, possa ser tomada pela certeza de que você vai me colocar pra cima e me ajudar a enxergar o quão maravilhosos nós somos e que ninguém, nunca, vai conseguir estragar isso. Nem mesmo eu, nem mesmo você.
Definitivamente, garanto que se eu já fiz isso ou venha a fazer no futuro, é completamente inconsciente. É a tal falta de otimismo de acreditar que eu acabei por ganhar um cara que não é só gentil, mas verdadeiro e carinhoso, enérgico e corajoso, espontâneo e precioso.
Você é meu tesouro.
Me faz ler um artigo em francês completamente interessada, me faz lutar com garras e dentes com meus próprios medos e inseguranças, me faz sonhar com o futuro. Não tem nem como não sorrir ao pensar nos meus próximos 50 anos. Não tem nem como não me teletransportar para aquele momento em que nós fomos super otários, mas deitamos e olhamos pro céu, mesmo bêbados, e nada mais parecia existir. Geralmente é assim que eu me sinto do seu lado.
Bêbada, sim, mas principalmente como se ninguém nos alcançasse. Ninguém é forte o suficiente para nos destruir. Ninguém vale a pena o suficiente para nos distrair. Ninguém chega nem perto de tocar no nosso amor.
Porque ele é imbatível.
Não tem cópias disponíveis online, não tem furos, não tem nenhuma impureza. É limpo, forte e eterno, bem como sempre sonhei que seria.
Você conseguiu me dar o que eu mais quis, sabe? Então, eu só agradeço. Você e por você. Entende porque eu amo todos que te cercam? De alguma forma, você é um produto do meio e, sinceramente, como eu sou feliz contigo.
Com a sua sabedoria na hora de me incentivar ou frear, com as suas mãos me abraçando mesmo quando mal consegue se aguentar em pé de tanto cansaço, com seus conselhos que sempre me conduzem para os melhores caminhos possíveis.
Eu me sinto sua.
Ninguém vai me tocar como você me toca, ninguém vai me enxergar como você me enxerga, ninguém vai me ter como você me tem.
Nós somos pra sempre.
Eu sou sua.
Você é meu.
E eu não poderia querer, desejar ou sonhar com nada diferente disso.

Só me promete paciência.
Me promete carinho quando eu estiver triste.
Me promete companhia mesmo quando eu achar que sozinha fico melhor.
Me promete abrigo. Mesmo de você. Mesmo que a gente brigue, seja meu único porto seguro, mesmo com raiva de mim, me deixa entrar e cuida de mim.
Me promete me deixar ser tudo que eu posso ser aí dentro.

Você já é tudo…
Meu tudo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s