Sobre a saudade.

A gente não dorme, mal consegue passar um segundo no mesmo plano em que todas as outras pessoas, respira fundo constantemente e precisa se lembrar milhões de vezes que a vida não pode parar. Os olhos estão constantemente úmidos, a fraqueza passa da alma para os dedos, as lembranças ganham cor e voz. Sua imaginação ganha tamanho de tela de cinema, um simples momento sozinha pode se tornar o buraco negro mais longo que você já ousou mergulhar, nada faz sentido durante alguns segundos. Onde está a corda para puxar? Você prefere descer do bonde e enfrentar a queda livre, sem saber o destino, para apenas se livrar dessa sensação tão brutal. A ausência é um absurdo. O ser humano não nasceu para isso, penso constantemente que nos tornamos seres mais evoluídos cada vez que sentimos a saudade e convivemos sem reclamar de minuto em minuto. Como conviver com tal vazio que apesar de não ser absolutamente nada, conta com memórias de quando a vida foi diferente?

Mudanças nos afrontam e tudo que nos resta é restar. Nesses momentos não somos nada além de restos, de fragmentos, de dor. Desculpem-me, mas eu não sei sentir que algo está faltando e sorrir o tempo inteiro. Ele era mais do que um avô, era também o maior exemplo de ser humano que eu podia ter e hoje me encontro sem o dono da letra mais única e do jeito tão incrível de se adaptar a tecnologia. Por mais que eu tente, fraquejo de mês em mês. De aniversário em aniversário. De data em data. A vida segue, como disse o poeta, mas poderiam fazer uma música sobre como a gente não quer que ela siga. Não se for desse jeito errado, torto e cheio de ausências. Se eu pudesse escolher, as coisas seriam diferentes. Entretanto, como não sou dona do destino, opto por aceitar o que tantos me aconselham. Continuo a nadar. Com dor. Com câimbras constantes. Engolindo um pouco dessa água cheia de cloro. Porém, continuo. Continuo a nadar.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s